postado por Rayanne Danielly em 25 junho 2011

Nunca chores lobisomem

Ok, talvez Shelby tenha cometido erros com garotos ultimamente (como ela saberia que Wes tinha “pegado emprestado” aquele Porshe do vizinho de férias). Mas a madrasta dela exagera totalmente quando pega Shelby num beijo, depois do toque de recolher. De repente os planos de verão de Shelby estão totalmente fora de questão, e ela é mandada para um acampamento. Adeus vestido de baile, e olá botas de caminhada.
As coisas começam a melhorar, apesar de que, quando Shelby conhece o companheiro de acampamento, filho de uma estrela do Rock, com sotaque britânico, moreno de olhos castanhos, usando uma jaqueta de couro e botas de motoqueiro, Austin Bridges III. Mas logo, ela percebe que há mais em Austin que uma atração por bad boys – a família dele tem um segredo sombrio; ele quer que Shelby ajude a guardá-lo. Shelby sabe que ela não deveria se meter com outro Bad Boy... mas quem é ela para virar as costas para um cara bonito que precisa de ajuda?
Uma coisa é certa, aquela maldita lua cheia, mágica e linda está prestes a colocá-la em uma nova encrenca.


1 comentários:

  1. Eu li esse livro há um tempo atrás, ele é magnífico. Bateu uma nostalgia dele e encontrei esse espacinho aqui. Ficou muito boa a tua resenha, meus parabéns!

    ResponderExcluir