postado por Rayanne Danielly em 06 março 2012

Trilogia alem do fim

 Ametista
“Me desgrace, me odeie, só nunca esqueça que eu amei você. Me difame, me odeie, só nunca esqueça que eu amei você.”
 Eu sou o ódio, ele, o amor.
  Ele é a promessa de um futuro, enquanto eu sou a promessa de que este não existirá. 
  Ele é bom, eu, má. Ele é o sussurro da esperança, eu sou o grito da maldade. 
  Sou o horror e o desespero, ele é a generosidade e pureza. 
  Sou o veneno que entorpece as almas e degrada o caráter, ele é o antídoto que purifica a vida.
  Sou a cobra peçonhenta que lhe ataca sem pudor, ele é o homem que lhe salva. 
  Sou a brisa que te empurra do penhasco, ele é a mão que te segura.
  Ele concede perdão, eu concedo remorso. 
  Eu destruo o mundo enquanto ele o reconstrói. 
  Eu o odeio, ele me ama.


0 comentários:

Postar um comentário