postado por Rayanne Danielly em 16 abril 2012

Die for me

Minha vida sempre foi boa, maravilhosamente normal. Mas precisou só um momento para tudo mudar. De repente, minha irmã Georgia e eu estávamos órfãs. Tivemos que nos mudar para Paris para morar com nossos avós. E eu sabia que meu coração despedaçado, minha vida despedaçada, nunca voltaria ao normal novamente. Então eu conheci Vincent. Misterioso, sexy e charmoso, Vincent Delacroix apareceu do nada e me balançou. E foi assim, eu estava em perigo de perder meu coração mais uma vez. Mas eu estava pronta para deixar isso acontecer. Claro, nada é tão fácil. Porque Vincent não é um humano normal. Ele tem um destino terrível que o coloca em risco todos os dias. Ele também tem inimigos… imortais, assassinos que estão determinados em destruí-lo junto com todos da sua espécie.

Enquanto eu estou lutando para juntar os pedaços que ficaram da minha vida, posso arriscar colocar meu coração, assim como a minha vida e da minha família em risco para dar uma chance ao amor?

   Na Cidade das Luzes, dois amantes star-crossed lutam contra um destino que está marcado para separá-los novamente e novamente por entre a eternidade.

Quando os pais Kate Mercier morrem em um trágico acidente de carro, ela deixa sua vida – e memórias – para trás para viver com seus avós, em Paris. Para Kate, a única maneira de sobreviver à sua dor está no mundo dos livros e na arte parisiense. Até que ela encontra Vincent.

Misterioso, charmoso e devastadoramente bonito, Vincent ameaça derreter o gelo ao redor do coração protegido de Kate com apenas um sorriso seu. Quando ela começa a se apaixonar por Vincent, Kate descobre que ele é um fantasma – um ser morto-vivo cujo destino obriga-o a sacrificar-se uma e outra vez para salvar as vidas dos outros. Vincent e aqueles como ele estão presos em uma guerra centenária contra um grupo de fantasmas do mal que só existem para matar e trair. E logo Kate percebe que se ela seguir o seu coração, ela pode nunca mais ficar segura novamente.

"Bem, eu estou contente que nós estamos começando com as perguntas fáceis", disse ele, esticando os braços poderosos e, em seguida, inclinando-se para mim. "A resposta seria ... porque somos zumbis!" e ele soltou um gemido horrível, estendendo-se a boca aberta e mostrando os dentes como ele enrolado com as mãos em garras. Vendo minha expressão aterrorizada, Ambrose começaram a rachar-se e batendo o joelho com a mão. "Brincadeira", ele riu, e então, se acalmar, olhou para mim serenamente. "Mas, não, a sério. Estamos zumbis."

Outra capa:


1 comentários:

  1. Oi ... Onde conseguiu esse livro, gostei muito dele e da sua resenha tb ^^

    Beijoss
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir